Atualizando informações ...

A outra face

Ref: 700120000110
Modelo: Armando Moura Filho

Por:
R$ 42,00

ou 6x de R$ 7,00 Sem juros Cartão MasterCard
ou 6x de R$ 7,00 Sem juros Cartão Visa
Estoque insuficiente
* Aqui sua compra é 100% segura, compre com tranquilidade.
Simulador de Frete
- Calcular frete
Frete e prazo de entrega
Sobre o Livro

"Bem como no nascimento da deusa grega, o poeta Armando Moura Filho surge em livro com uma poética muito bem estabelecida, amadurecida e moldada mais por sua experiência de vida do que por influências ou escolas literárias. É daí que sua dicção tem a mesma vertente moderna de quem não subjuga o verso ao solfejo musical, mas muito mais ao labor intelectual e introspectivo. Mesmo assim, enganam-se aqueles que não esperam encontrar nesse poeta nascido em plena maturidade o rasgo da emoção. Seja ao dar-se com as injustiças políticas ou existenciais, é visível que sua motivação não presta continências, mas examina-se no que o mundo repercute em sua experiência e sensibilidade. Mérito da já aludida experiência? Pode ser, mas quero crer que o mérito maior de sua poesia seja esfanar-se nos limites da própria condição humana."

Sobre o Autor Sobre a Editora Características

Armando Jorge Ribeiro de Moura Filho nasceu em Curitiba (PR) em janeiro de 1944, onde concluiu o colegial e ingressou na faculdade de direito da UFPR. Em 1967, transferiu-se para Porto Alegre e ali concluiu o curso de Direito em 1970, na UFRGS. Depois de seleção pública, foi admitido no quadro de advogados
da Rede Ferroviária Federal S.A. Posteriormente, lecionou, no ensino superior, as disciplinas de Teoria do Estado e Direito Tributário. Em 1992, mediante concurso púbico, ingressou na Justiça do Trabalho, 4a região, como juiz substituto. Aposentou-se em 2001. Interessado por literatura desde jovem, tem na relação de seus autores preferidos, Machado de Assis, Graciliano Ramos, Dalton Trevisan, Sérgio Faraco, Rubem Fonseca, Raduan Nassar, Manoel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, Hemingway, Carver, Salinger e Calvino, entre outros Começou a escrever, predominantemente poesia, no ano passado, quando contava com 75 anos.

Meu Carrinho

Continuar Comprando