Atualizando informações ...

Confissões de um Cadáver Adiado

Modelo: Luiz Carlos Freitas

Preço sob Consulta

Efetue Cotação
Sobre o Livro

Transformar a dor em literatura, tentar libertar-se do medo da morte, externar a relação conflituosa com o pai e com Deus, resgatar o passado, descrever o presente e projetar o futuro – reconstruir-se. Esses são alguns dos “gatilhos” do romance autobiográfico "Confissões de um cadáver adiado", do escritor e jornalista pelotense Luiz Carlos Freitas.

Sobre o Autor Sobre a Editora Características

Luiz Carlos Freitas é natural de Pelotas. É escritor, jornalista, cronista e contista. Ex-colunista político do centenário jornal Diário Popular, escreve literatura desde os 13 anos e concluiu o primeiro romance (Frutos do vosso ventre) aos 17 anos. Filho de família humilde, começou a trabalhar aos 10 anos e exerceu diversas profissões, até chegar ao jornalismo. Já publicou dez obras (três delas em segunda edição). Leitor voraz desde a infância, ele lapidou a escrita lendo clássicos da literatura. Seus livros retratam o cotidiano do povo humilde e são repletos de personagens que vivem à margem, com ênfase na redenção dos humilhados e dos oprimidos. Freitas defende a ideia de que o escritor pode ser um agente de mudança e colaborar para uma sociedade mais fraterna, solidária, humanista e socialmente justa.

Meu Carrinho

Continuar Comprando