Atualizando informações ...

O bobo e os reis do baralho

Ref: 700120000159
Modelo: Roberto Schmitt-Prym

Por:
R$ 22,00

ou 6x de R$ 3,67 Sem juros Cartão MasterCard
ou 6x de R$ 3,67 Sem juros Cartão Visa
Estoque insuficiente
* Aqui sua compra é 100% segura, compre com tranquilidade.
Simulador de Frete
- Calcular frete
Frete e prazo de entrega
Sobre o Livro

"O livro consta de um poema que fala das intrigas dos reis do baralho pelo poder: o de Copas, o de Ouros, o de Paus e o de Espadas. Perto dali, o Curinga, bobo dos reis e rei dos bobos... As cartas que ilustram o livro são reproduções de um baralho que era impresso em Marselha pelo gravador Nicolas Conver, cuja casa editora funcionou de 1760 a 1890. As lâminas eram coloridas à mão sobre a impressão inicial do traço das figuras."

Sobre o Autor Sobre a Editora Características

ROBERTO SCHMITT-PRYM nasceu em 1956, em Panambi, RS. Foi destaque no Prêmio Apesul Revelação Literária 1979 e no Prêmio Habitasul Correio do Povo Revelação Literária 1981. Estudou com Charles Kiefer e com Luiz Antonio de Assis Brasil. Participou das antologias Contos de oficina 35, brevissimos! e 101 que contam. Publicou a tradução da obra Giacomo Joyce, de James Joyce; Todos os haicais, de Ryokan Taigu, e é autor de Contos vertiginosos (2012), sombra silêncio (2018), lugar algum (2020), entre outros. Sobre a sua obra foi publicado, por Eduardo Jablonski, o livro O belo na obra de Roberto Schmitt-Prym (2020). Como fotógrafo, realizou sua primeira exposição individual no Museu de Arte do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, em 1990. Desde então, realizou mais de vinte exposições individuais em museus e instituições no Brasil e no exterior, exposições coletivas e recebeu uma dezena de prêmios em diversos países. Entre outras atuações, destacam-se os cargos de diretor da Associação Rio-grandense de Artes Plásticas Chico Lisboa, diretor da Bienal do Mer-cosul, conselheiro da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e diretor do Museu Julio de Castilhos.

Meu Carrinho

Continuar Comprando