Atualizando informações ...

Entre telas

Modelo: Cíntia Moscovich (organização)

Não disponível
Sobre o Livro
Gustavo Guimarães
Nasceu em 1976. Apesar de sua formação jurídica, tem buscado expressar a realidade com a linguagem de um ser humano normal, encontrando na literatura, e em especial no conto, a forma mais eficaz e prazerosa de fazê-lo. Vive no campo, com esposa e filhas.

Leandro Selister
Nasci em Vacaria. Aos dois anos de idade, meu pai, que era militar, foi transferido para Pelotas, onde vivi até os 17 anos. Aos 18, em 1983, passei a morar em Porto Alegre. Nestes quase 40 anos, exercitei meu lado criativo através de muitos projetos que transitam entre o desenho, fotografia, design, intervenções urbanas e até bordados. Publiquei dois livros e considero um deles, “Tique-taque, tremor das pequenas coisas”, o trabalho mais lindo que já fiz até hoje. A pandemia trouxe a descoberta da diária e isso me levou ao desafio de frequentar a oficina da querida Cíntia Moscovich. O resultado vocês encontrarão nas próximas páginas, bem como os contos escritos pelos meus colegas. Assino com amor e orgulho, a ilustração da capa, generosamente aprovada pelo grupo. Desejo a todos, uma ótima leitura, com muita emoção e diversão. Para terminar, só quero apresentar a cachorrinha simpática que está comigo na foto. O nome dela é Chica, uma vira lata que foi adotada dois meses antes de iniciar a pandemia. O amor incondicional, o bom humor e companheirismo dela foram vitais para enfrentar esse período.

Paulo de Argollo Mendes
Talvez por ter morado próximo da Biblioteca Pública me tornei, já na adolescência, leitor contumaz. Nos anos 70, época de hippies viajei, pedindo carona nas estradas, pelo Brasil, Argentina, Chile e Uruguai. A influência de meu pai, figura central na minha formação moral, ética e humana, e a curiosidade sobre as reações químicas que na intimidade microscópica de uma célula são capazes de produzir ideias, memórias e sentimentos, me levaram à medicina. E através dela ao contato com o que há de mais torpe e sublime no coração humano. A prática médica me fez ver que muitas das causas do sofrimento não podem ser vencidas dentro do consultório. É preciso enfrentar o mal nas entranhas da sociedade, o que me levou a presidir o Sindicato Médico, função que exerci por mais de 20 anos.
Fui conselheiro do Conselho Regional de Medicina do RGS, do Conselho de Administração da UNIMED Porto Alegre, presidente da Federação e da Confederação Nacional dos Médicos, da Associação Luso-brasileira de Medicina, Membro da Academia Sul-rio-grandense de Medicina e, com muito orgulho recebi, pelos serviços prestados a causa da saúde o título de Cidadão Emérito de Porto Alegre e a condecoração da Cruz Vermelha. Estas atividades me levaram a viajar muito e a conviver com culturas tão díspares como a Zulu na África do Sul e a muçulmana nos Emirados Árabes. Morei brevemente na Inglaterra e poucos meses em Cuba. Fui médico voluntário na epidemia de Covid. Todas experiências enriquecedoras e com reflexo natural sobre o que escrevo.
Fui desafiado pela querida amiga Cíntia Moscovich. Declaro-me desde logo inocente, cabendo a ela a integral responsabilidade por me levar a escrever e a participar desta coletânea.

Regis Burmeister dos Santos
Sou natural de Porto Alegre RS desde 1947. A minha formação escolar ocorreu no Colégio Concórdia, de orientação luterana. Cursei odontologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Sou especialista em Cirurgia-Buco-Maxilo-Facial pela PUC-RS, mestre em Endodontia pela USP-Bauru e doutor em Endodontia pela UFRGS. Admirador de todo tipo de arte, fui atraído para a literatura pelo acesso às “coleções” de livros,comuns na época da minha infância. Após ter exercido o magistério e a prática da odontologia por cinquenta anos, a aposentadoria me permitiu participar do curso de escrita criativa da professora Cíntia Moscovich. Embalado pela empolgação da Cíntia com a elaboração dos mais diversos tipos de redação e pelo companheirismo dos colegas de curso, decidi embarcar nesta obra conjunta. Como os textos aqui publicados harmonizaram a minha alma, espero que o leitor encontre neles momentos de paz espiritual.

Tainá Corrêa
Tainá Corrêa nasceu no Natal de 1982, em Goiânia. Tem formação em publicidade e propaganda pela PUC-Goiás. É sócia, criadora e editora da Revista Bula (www.revistabula.com). Reclama, mas está no Instagram: @tainacorrea
Sobre o Autor Sobre a Editora Características

                                             

Meu Carrinho

Continuar Comprando